Recomendações

(5)
R
Rodrigo Meireles
Comentário · há 2 anos
Se alguém puder me esclarecer:
1) como fica a expectativa do empregado, dentro de uma empresa, se existe um prazo máximo de 9 meses, tendo que ficar 3 meses sem voltar para a mesma empresa. Por que alguém iria segurar essa vaga por tanto tempo ? Por que depois de 9 meses, não poderia configurar uma típica relação de emprego ? Foi muito falado que com essa lei, seria mais uma forma de entrada de trabalhador no mercado, mas e depois ? Na prática ele vai ter que mudar de empresa todo ano.

2) Sabemos que muitas empresas oferecem cursos de especialização (segurança no trabalho etc) que duram alguns meses, que precisa ser atualizado todo ano. Como o terceirizado iria trabalhar sem ter essa base ? Ou melhor, qual empresa iria investir no trabalhador que sabe que logo não estará mais lá ?

3) Numa empresa que oferece quadro de carreira, oferece uma forma do empregado crescer na empresa. Por que isso existiria se resolver terceirizar todo mundo ? Empregado que precisa atingir cotas, por exemplo. Um terceirizado sem expectativa alguma de melhoria dentro da empresa, teria interesse em alcançar essas cotas ?

4) Essa lei seria perfeita para pequeno/micro empresa, principalmente aquelas que estão no primeiro e segundo ano de fundação. E só. Permitindo que em seguida o trabalhador tivesse sua relação de emprego configurada. Pois se um dia uma pequena empresa pretende crescer, vai ter que contar com o bom desempenho dos seus empregados, e não com a troca constante, praticamente anual de empregados que mal sabem o que está acontecendo com a empresa.

São só algumas dúvidas que tive. Se alguém se dispor a esclarece, agradeceria.
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

ANÚNCIO PATROCINADO

Outros perfis como Eudasio

Carregando

Eudasio Menezes

Entrar em contato